Aconteceu no dia de ontem, 14 de outubro, o último dia da 2ª Feira do Livro de Água Santa. Durante a manhã e a tarde aconteceram atrações voltadas aos alunos do ensino fundamental dos anos finais e os alunos do ensino médio.
Além das visitações, lanches e contações de histórias os alunos puderam conversar com o patrono da Feira o Badu, bem como interagiram com a palestra do escritor Uili Bergamin Oz que explanou sobre o seu livro “A mordaça” que trata de questões atuais como o acesso às tecnologias e o que isso pode acarretar na vida dos nossos jovens.
E para encerrar com chave de ouro a noite foi abrilhantada com a presença de um grande público que assistiu ao espetáculo “Fábulas do Sul” apresentado pelo Grupo UEBA de Caxias do Sul.
Durante os 03 dias de Feira Água Santa viveu momentos de imersão na cultura, na literatura e no que podemos chamar de comprometimento com as pessoas do município. Comprometimento em trazer uma Feira que abrangesse a todas as idades, que trouxesse diversão e descontração para a população e que plantasse a semente da leitura em cada um dos presentes.
“Fica aqui o nosso compromisso com toda a nossa população em trazer uma Feira do Livro em cada ano de mandato da gestão, sempre evoluindo e melhorando o que precisa ser melhorado,” disse o prefeito municipal Eduardo Picolotto.
A 2ª Feira do Livro de Água Santa só foi um sucesso devido ao trabalho duro desempenhado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura e de toda a sua equipe que pensou e planejou cada detalhe, ao Sesc que foi parceiro e trouxe as brilhantes atrações, aos Vivandeiros da Alegria por animarem a todos, ao patrono Badu que é exemplo de superação e persistência, as barracas The Book Store e Santa Pata que levaram conhecimento, alimento e ajuda. Mas, principalmente, a Feira do Livro foi um grande sucesso porque VOCÊ abrilhantou o nosso evento com a tua presença.
“Agradeço a cada um que ajudou a nossa Feira do Livro ser o sucesso que foi. Cada um de vocês fez a diferença para que esse evento saísse e levasse momentos de alegria a todos nossos alunos e suas famílias,” comentou a secretária de educação e cultura Andriessa de Moraes de Souza.
“Fomentar e compreender a cultura das multivozes é dever e direito. Através de eventos como esses que ocorre a transposição de muros que torna o diálogo fluido e o conhecimento circulante. As vozes dos nossos pequenos serão e farão sempre parte das demais feiras que ocorrerão,” finalizou o prefeito.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *